h1

A visão Osteopática de Saúde e Doença

O que o Osteopata faz a um paciente (com excepção do uso do tratamento manipulativo) muitas vezes não é diferente do que qualquer médico pode fazer quando confrontados com uma situação semelhante. O que torna diferente o osteopata é o que ele pensa sobre saúde e doença. A diferença é encontrada nos conceitos descritos anteriormente e princípios da medicina osteopática.

 
Em circunstâncias normais, o corpo tem mecanismos próprios de auto-regulação e auto-cura que são capazes de neutralizar os factores stressantes e, portanto, manter a saúde. No entanto, os factores stressantes podem acumular-se ao ponto onde estes mecanismos estão sobrecarregados, e a tendência inerente do corpo para a saúde fica debilitada. A continuação deste processo ao longo do tempo, conduz aos sinais e sintomas da doença. O osteopata reconhece que estes sinais e sintomas não são a doença em si, mas são apenas os sinais exteriores da doença. A doença é o resultado do impacto do stress sobre os sistemas do corpo. O tratamento deve ser direccionado para os factores stressantes, pois o tratamento sintomático por si só não garante a restauração da saúde.

 
A vida humana expressa-se através do movimento, e o movimento é realizado pelo sistema músculo-esquelético. O sistema músculo-esquelético é o mecanismo pelo qual, até mesmo os nossos pensamentos e desejos, são realizados, e até nossas actividades intelectuais são comunicados aos outros e se transformamem acção. Assim, do ponto de vista osteopático, o sistema músculo-esquelético é o mecanismo primário da vida.

 
Se assim for, então o que dizer as vísceras, os órgãos internos com os quais a medicina está sempre tão preocupado? Mais uma vez, do ponto de vista osteopático, seu papel é o de suporte da natureza. Elas são as máquinas secundárias da vida. As vísceras não são menos importantes, mas são colocados numa perspectiva diferente. Seu papel é cuidar e manter a máquina primária, o que significa que têm como funções o fornecimento de nutrientes, oxigénio e outros materiais, deposição de resíduos, e fornecimento mecanismos de defesa e recuperação do corpo. Noutras palavras, as vísceras têm como função a regulação do ambiente interno no qual as células da máquina principal realizam a sua função. As vísceras põem em harmonia todas as funções necessárias para as demandas actuais da máquina principal, o sistema esquelético.

Anúncios
%d bloggers like this: